UVZ leva saúde aos maceioenses por meio de serviços para o controle de zoonoses

Unidade oferece vacinação antirrábica, castração, captura de animais de grande porte e incentiva a adoção responsável

Buscando garantir a saúde e o bem-estar dos maceioenses, a Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) oferece diversos serviços para o controle de zoonoses – doenças infecciosas transmitidas de animais para seres humanos. Localizada na Cidade Universitária, a unidade funciona diariamente – de segunda a domingo – com horário de atendimento das 8h às 17h.

Entre os serviços disponibilizados à população estão atendimento clínico para zoonoses, castração, vacinação antirrábica gratuita durante todo o ano, recolhimento de animais de grande porte (equinos) errantes e a realização de adoção de animais abandonados.

De acordo com o gerente de Ações de Combate à Raiva, Wellington Diniz, diversos animais dão entrada na UVZ por causa de abandono. No local, recebem todos os cuidados necessários disponibilizados pela unidade.

“A entrada dos animais é dada de diversas formas, uma delas é o abandono. Muitas pessoas abandonam os animais nas ruas ou até mesmo na porta da UVZ. Com isso, nós abrigamos eles porque alguns podem ser portadores de uma zoonose. Outro fator pelo qual os abrigamos é por serem animais agressores ou que já apresentam alguma zoonose, possibilitando a transmissão de doenças para a população ou levá-lo a um caso de agravamento, podendo chegar a óbito. Porém, dispomos de atendimento ambulatorial todos os dias. A UVZ é uma unidade de saúde especializada no controle de zoonoses, promovendo saúde para os bichos e para a população”, informa.

Wellington Diniz, gerente de Ações de Combate à Raiva da UVZ. Foto: Victor Vercant/Ascom SMS

Feira de adoção

A Unidade de Vigilância de Zoonoses iniciou no dia 10 de outubro o projeto “Adote um Amigo”, destinado a pessoas que gostem de animais e desejem adotar um dos cães ou gatos abrigados na unidade. A campanha é realizada todos os domingos na Rua Aberta, situada na Ponta Verde, no horário das 8h às 17h. A próxima feira acontece neste domingo (12) e levará de 10 a 15 animais, entre cães e gatos, para adoção.

Os animais disponibilizados na feira de adoção foram abandonados e, por isso, levados à UVZ. Antes de serem adotados e levados para um novo lar, eles passam por cuidados e avaliação médico-veterinária na própria unidade.

Wellington Diniz ressalta que entre as atividades realizadas pela UVZ está o incentivo à posse responsável dos animais. “No momento da adoção, os nossos profissionais têm o cuidado de instruir a população sobre a posse responsável. Após a adoção, os assistentes sociais entram em contato com as pessoas que adotaram os animais para que fiquem informados sobre como está sendo a adaptação daquele animal em seu novo lar”, comenta.

Para adotar o animal, o interessado deve assinar um termo de responsabilidade em que assuma o compromisso de tratar o animal adequadamente. Além disso, é necessário ser maior de 18 anos, apresentar um documento de identificação com foto e comprovante de residência.

Vacinação Antirrábica e castração

A vacinação antirrábica é um dos serviços ofertados pela Unidade durante todo o ano. Ou seja, não é necessário aguardar campanhas anuais para ter o animal vacinado. Neste mês de dezembro, a vacinação antirrábica estará disponível durante a realização da feira de adoção dos próximos domingos (12 e 19), onde serão realizadas 300 aplicações do imunizante.

Já em relação às castrações, os animais passam por uma avaliação médico-veterinária e são observados se apresentam boas condições de saúde para realizar o procedimento e, com isso, aptos à adoção. Os filhotes, que só podem receber as vacinas e a castração quando estão mais crescidos, também são avaliados e, no local da adoção, técnicos orientam sobre como e quando eles devem receber esses cuidados, que são oferecidos pela própria UVZ.

Captura de animais de grande porte

Outro serviço realizado pela Unidade de Vigilância de Zoonoses é o recolhimento de animais de grande porte (equinos – jumento, burros e cavalos) errantes nas vias públicas de Maceió, assim como maus tratos e criações irregulares, como a construção de baias em terrenos baldios ou encostas. Ao dar entrada na unidade, estes animais recebem avaliação zootécnica (com zootecnista) e clínica (com médico veterinário).

“Quando fazemos a captura deste tipo de animal, conferimos se ele é chipado. Caso não seja, nós realizamos a microchipagem, que é um sistema de identificação que nos possibilita ter um controle eficaz desses animais. Mesmo que a captura seja realizada, ainda existe a possibilidade de resgate pelo proprietário. No entanto, o resgate pode ser feito duas vezes, na terceira vez o proprietário perde a posse do animal”, enfatiza o zootecnista da UVZ, Jackson dos Santos.

Ainda segundo o zootecnista, o chipe é importante porque possibilita informações sobre quantas vezes o animal deu entrada na unidade e, também, responsabilizar o dono pela situação. “Por meio do chipe, nós temos as informações do animal em nosso sistema. Com isso, podemos saber quantas vezes aquele animal deu entrada na UVZ e, caso tenha sido capturado pela segunda vez, já sabemos quem é o proprietário e o responsabilizamos pelos possíveis maus tratos, pois este já havia assinado um termo de posse responsável no primeiro resgate”, complementa.

Quando não há mais a possibilidade de resgate pelo proprietário, os equinos são destinados à adoção, que é feita para o interior do Estado. Previamente, é realizado um cadastro de pessoas que tenham interesse e comprovem as condições necessárias para acolher e cuidar do animal.

Disque Denúncia e Whatsapp

Em caso de denúncias em relação a maus tratos, abandono ou captura de animais errantes, os maceioenses podem entrar em contato com a Unidade de Vigilância de Zoonoses por meio do telefone (82) 3312-5485 ou pelo WhatsApp (82) 98882-8240. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Aos sábados, domingos e feriados, o horário de funcionamento é das 8h às 14h. Já o plantão volante acontece, também, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 18h às 22h – apenas pelo telefone fixo.

Marília Ferreira / Ascom SMS

Fechar