Unidade de Vigilância em Zoonoses ajuda no controle de doenças

O órgão desempenha um papel essencial no controle da raiva, leishmaniose e esquistossomose

Raiva, leishmaniose e esquistossomose são algumas zoonoses, doenças transmitidas dos animais para os humanos, controladas pela Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) de Maceió. Localizada na Cidade Universitária, a unidade oferece uma série de serviços visando a garantia da saúde e bem-estar dos maceioenses.

Seda da UVZ, na Cidade Universitária. Foto: Polyanna Monteiro – Ascom/SMS

De acordo com Samy Barros, coordenador geral da UVZ, além de atuar no controle de doenças, a Unidade também conta com atendimentos clínicos para animais de pequeno e médio porte, como cães e gatos.

Samy Barros, coordenador da UVZ Maceió. Foto: Ascom/SMS

“Os veterinários ficam à disposição da população, de segunda a domingo, das 8h às 12h. Basta que o animal seja conduzido até a UVZ, onde será entregue uma ficha para o atendimento. São apenas consultas, não fazemos atendimentos de emergência”, esclarece.

Antirrábica – Também oferecida pela UVZ, a vacinação antirrábica é uma importante forma de garantir a saúde dos animais e da população. Ela ocorre também de segunda a domingo, de 8h às 12h durante todo o ano, não sendo necessário, portanto, aguardar as campanhas anuais para ter o animal vacinado.

Campanhas de vacinação antirrábica. Foto: Ascom/SMS

“São muitas as nossas atribuições, mas é necessário reforçar que a UVZ não é um hospital, centro de acolhimento ou mesmo abrigo de animais. Nosso grande objetivo é executar estratégias para trabalhar na identificação e intervenção de focos de doenças, buscando garantir a saúde de todos”, destaca Barros.

Teste para lesihmaniose

Além de consultas e vacinação, a UVZ realiza testes rápidos para detectar leishmaniose em cães, que é feito durante os atendimentos clínicos, caso o médico veterinário suspeite que o animal é portador da doença. O teste também é realizado caso a população desconfie que o animal é portador do mal; neste caso, é só levá-lo à UVZ que o veterinário, de acordo com os sintomas apresentados, indicará ou não o teste. Quando o exame rápido aponta um resultado positivo, o animal passa pelo teste confirmatório, o chamado “teste ouro”. A partir disso, o veterinário indica a melhor conduta.

Entoparasitoses

O controle das entoparasitoses também é um trabalho feito pela Unidade com a análise de fezes humanas coletadas em pontos estratégicos do município, identificando verminoses presentes nas fezes. A partir daí, é indicado um tratamento adequado para o cidadão. Inclusive, fornecendo medicação, mediante receita, para a população infectada.

Operação de apreensão de animais de grande porte pela UVZ. Foto: Ascom/SMS

Também visando ao controle de doenças, a UVZ realiza a captura e apreensão de animais com suspeita ou comprovadamente portadores de zoonoses. A Unidade não faz busca e apreensão de animais por estarem em via pública, mas só os portadores de zoonoses. É realizada, também, apreensão de animais de grande porte que estejam nas ruas, como cavalos.

Controle populacional e adoção de animais

A castração de cães e gatos é feita no próprio centro cirúrgico da unidade. Em 2021, essa estrutura ganhou reforço com o Castramóvel – veículo dotado de estrutura para castrar animais. Para o procedimento, é necessário que o animal passe por uma triagem pela clínica; em seguida, é encaminhado para que faça um hemograma e, com a liberação do exame, é marcado o procedimento.

Castramóvel chegou para auxiliar na castração de animais. Foto: Ascom/SMS

Já em relação a adoção, as pessoas interessadas em adotar um cão ou gato devem se dirigir à UVZ, onde passarão por uma triagem e orientações sobre guarda responsável, com um técnico da área. Lá, elas devem apresentar RG, CPF e comprovante de residência. Os adotantes também devem assinar um termo de posse responsável.

Ana Cecília da Silva – Ascom/SMS

Fechar