“TIME RIDÍCULO!” Presidente do CSA afasta diretor de futebol e promete dispensar medalhões

A eliminação para o Botafogo-PB, por 1 a 0, no Estádio Rei Pelé, causou impacto na diretoria azulina. Logo após a partida, o presidente do CSA, Rafael Tenório, falou sobre mudanças que vão ocorrer no clube. A primeira delas, já anunciada, é a saída do diretor de futebol, Fabiano Melo.

Tenório prometeu também dispensar “seis medalhões” e criticou Rodrigo Pimpão, Renatinho e Diego Maurício, principais contratações da temporada.

– Vamos mudar! A equipe não está bem, eliminada da Copa do Brasil, da Copa do Nordeste, já substituímos um treinador e agora precisamos mudar. Mudamos o departamento de futebol, começando pelo Fabiano Melo, que está afastado a partir de agora, e nós vamos também afastar alguns jogadores pra começar um novo ciclo para o Campeonato Alagoano e a para a Série B logo em seguida.

Além de Fabiano, Tenório avisou que jogadores devem deixar o clube nos próximos dias.

– Eu agora vou conversar com o presidente Raimundo Tavares [gestor do departamento de futebol], mas eu acredito que deverão, ser desligados, seis medalhões que vieram a peso de ouro e que não justificaram as suas contratações. Estou muito decepcionado porque eu aqui não vou jogar flores e nem confetes em ninguém. Você contrata Renatinho a peso de ouro, renova com Castán a peso de ouro, renova com Alan Costa a peso de ouro, traz o Norberto a peso de ouro, contrata o Yago a peso de ouro, traz o Geovane a peso de ouro, traz o Pimpão da mesma forma, o Diego Maurício a peso de ouro… – disse Tenório, citando as eliminações neste início da temporada.

Eduardo Baptista enxerga evolução do CSA

O técnico viu uma evolução no CSA. Com menos de uma semana no comando da equipe, baptista apontou falhas recorrentes na equipe, mas evitou falar em dispensas e contratações. Neste domingo, o time alagoano foi batido por 1 a 0, no Rei Pelé, pelo Nordestão.

– Vejo que houve uma postura diferente do jogo passado para esse. Nós pecamos ainda nas finalizações. No último passe, erramos um pouquinho, mas a movimentação, principalmente, no primeiro tempo foi boa. Nós jogamos praticamente 90 minutos em meio-campo, fomos donos das ações, mas, pelo momento, houve algumas precipitações em passe, mas isso se arruma com trabalho.

Ele falou sobre a mudança na estrutura da equipe no segundo tempo e comentou a falha que originou o gol adversário no último lance da partida.

– Ganha aquele que tem o melhor aproveitamento. Nós temos que melhorar o aproveitamento, tivemos uma bola na trave, outras situações de gol… Nós tentamos, colocando o Schutz como centroavante, ter um homem mais de área, tentamos de diversas formas para que a vitória viesse. No último lance, não demos a atenção devida, mal posicionados e acabamos levando um gol que foi muito ruim pra gente.

Fechar