Saúde lança programa “Vigilância Sanitária na Comunidade” nesta segunda (28)

Lançamento do programa ocorre a partir das 8h no Benedito Bentes I, com iniciativas que buscam promover ações educativas

A Vigilância Sanitária de Maceió (Visa), órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), lança nesta segunda-feira (28), às 8h30, no Benedito Bentes I, o programa “Vigilância na Comunidade”. A iniciativa busca promover ações educativas para aproximar a comunidade e facilitar o acesso aos serviços.

Profissionais da Vigilância Sanitária que participam do Programa. Foto: Equipe/Visa

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Aírton Santos, as ações serão realizadas em um veículo adaptado que vai percorrer diversas regiões do município. “Recebemos esse veículo da Secretaria Municipal de Saúde e com ele vamos desenvolver ações nos bairros de Maceió, como, por exemplo, orientação de comerciantes da região sobre regularização sanitária de estabelecimentos de interesse da saúde, esclarecimento de dúvidas dos cidadãos e divulgação das atividades realizadas pela Visa”, destaca.

Ainda segundo Santos, os cidadãos também vão poder contar com o serviço de coleta de denúncias, fiscalização de estabelecimentos próximos e notificação dos que estiverem funcionamento irregularmente.

“Além disso, nessa época de pandemia, a Vigilância Sanitária também vai promover a conscientização sobre a Covid-19. Com isso, buscamos melhorar a qualidade dos serviços da Visa em vários aspectos”, completa Airton Santos.

As ações do “Vigilância Sanitária na Comunidade” têm uma programação de ocorrer de segunda a sexta-feira em todos os bairros de Maceió, por aproximadamente 120 dias. A programação será definida de acordo com a demanda identificada pelos fiscais em cada localidade. Serão duas equipes com quatro fiscais por grupo, que realizarão busca ativa nos bairros, com o objetivo de solucionar as principais demandas.

O veículo, além de participar das ações do programa “Vigilância na Comunidade”, também será utilizado para dar apoio às atividades das Inspetorias de Saúde e Alimentos durante fiscalizações.

Ana Cecília da Silva / Ascom/SMS

Fechar