Santos Dumont recebe ações de limpeza e plantio de mudas em pontos de descarte irregular

Foram retiradas 95 toneladas de resíduos acumulados e após a limpeza dos locais, moradores auxiliaram no plantio de 50 mudas de árvores

A Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), realizou, na manhã desta sexta-feira (9), mais uma ação de limpeza e plantio de mudas em dois pontos crônicos de descarte irregular situados no bairro do Santos Dumont, na parte alta de Maceió. Ao todo, foram retiradas 95 toneladas de resíduos e plantadas 50 mudas de árvores.

A atividade ainda contou com a participação de residentes e seus filhos, auxiliando no plantio das árvores. A ação beneficiou cerca de 500 moradores que vivem próximo do local e sofrem com o mau cheiro e insetos provenientes dos resíduos.

Moradora e sua filha participam do plantio. Foto: Ascom Sudes

Desde janeiro, nos mais de 180 pontos crônicos mapeados pela Sudes na capital, já foram recolhidos mais de 100 mil toneladas de lixo. Para minimizar os impactos e transformar esses pontos em locais sustentáveis, a Prefeitura de Maceió já fez o plantio de mais de mil mudas de árvores nativas por toda capital.

Moradora da região há 7 anos, Maria Luzia relata que o descarte irregular é constante e espera que a prática seja inibida. “Eu sempre vejo os próprios moradores jogando em local inadequado. Isso acaba deixando nossa localidade feia e com mau cheiro, sendo ruim para nós mesmos”, disse.

Além da limpeza e plantio de mudas, a equipe de educação ambiental da Sudes fez uma atividade porta a porta, onde ensinaram práticas sustentáveis aos moradores e deram dicas de como descartar da maneira correta, evitando transtornos para a comunidade.

Kedyna Tavares, diretora de Planejamento e serviços especiais da Sudes, afirma que a participação da sociedade em ações como esta contribuem para o aumento da consciência ambiental.

“A população se queixava muito desses locais. Duas regiões próximas de avenidas importantes e que tinha um aspecto muito feio. A ideia é educar o cidadão, para que ele participe ativamente do cuidado e preservação do que foi realizado e se sinta parte das atividades”, afirmou.

Equipe de educação ambiental realiza ação porta a porta. Foto: Ascom Sudes

Alexandre Vieira/Ascom Sudes

Fechar