Procura por segunda dose de vacinas contra a Covid-19 aumenta em Maceió

Mais da metade das pessoas que se vacinaram na última semana buscou completar a imunização, mas novo levantamento mostra que 53.617 maceioenses estão atrasados

Em análise realizada ontem (6), a Secretaria Municipal de Saúde identificou 53.617 pessoas com o ciclo vacinal contra a Covid-19 atrasado, o que representa 12,38% de faltosos. Embora seja alto, o número traz uma redução de 4.965 em relação ao último levantamento, divulgado no último dia 29, quando havia 58.582 pessoas em atraso.

Das pessoas que seguem em atraso, 18.249 não concluíram a imunização com a vacina Coronavac, 17.931 com Astrazeneca e 17.437 com a Pfizer.

A atualização aponta uma tendência de aumento na procura pela segunda dose, em relação às demais etapas da vacinação observada todos os dias durante a última semana em Maceió. Mais da metade das vacinas aplicadas em Maceió nos últimos dias foram de segunda dose. Dos 37.854 pessoas que se vacinaram entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro em Maceió, 20.334 completaram o ciclo vacinal.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reforça o convite à população de Maceió para fortalecer ainda mais o índice de imunização para que haja o controle da pandemia. “Com a reabertura dos serviços e a circulação de variantes, se as pessoas não completarem o processo de imunização, tomando a segunda dose das vacinas, o número de infectados voltará a crescer”, alerta o infectologista Renee Oliveira.

D2 Pfizer por agendamento

Um dos mecanismos utilizados pela da Prefeitura de Maceió para facilitar o acesso da população à segunda dose da vacina Pfizer é o agendamento para se vacinar em 20 unidades de saúde espalhadas por toda a cidade. No entanto, embora seja um facilitador, o agendamento tem obtido baixa adesão da população.

“São 20 unidades de saúde com aplicação da segunda dose da Astrazeneca por agendamento. Também antecipamos a aplicação da segunda dose das vacinas Astrazeneca em até dez dias e reduzimos o intervalo entre a primeira e a segunda dose da Pfizer para oito semanas, em vez das doze previstas inicialmente. Levamos a segunda dose da Coronavac aos oito pontos fixos de vacinação, tudo para facilitar o acesso e ampliar a cobertura vacinal. É necessário olhar o cartão de vacinação e completar a vacinação para a segurança de todos”, informa a diretora de Vigilância em Saúde, Fernanda Rodrigues.

A vacinação por agendamento já é feita nas Unidades Básicas de Saúde Aliomar de Almeida Lins (Benedito Bentes), José Guedes de Farias (Santa Amélia), Dr. Antônio de Pádua (Jardim Petrópolis II), Professor Durval Cortez (Prado), Tereza Barbosa (Eustáquio Gomes), II Centro de Saúde Diógenes Jucá Bernardes (Praça da Maravilha, no Poço), USF José Maria de Vasconcelos (São Jorge) e Centro de Saúde Dr. Hamilton Falcão (Benedito Bentes).

Os novos pontos de vacinação funcionarão nas seguintes unidades: UBS Oswaldo Brandão (Ponta da Terra), UBS Roland Simon (Vergel do Lago), PAM Dique Estrada, USF Tarcísio Palmeira (Pontal), USF Paulo Oliveira Costa (Cesmac), USF Cláudio Medeiros (Rio Novo), USF Paulo Leal (Feitosa), UBS Arthur Ramos (Conjunto Henrique Equelman), UBS José Pimentel Amorim (Conjunto Salvador Lyra), UBS Marlene Fernandes Lanverly de Mello (Santa Lúcia), USF Vanderlei Maria de Andrade (Riacho Doce) e Unidade Docente Assistencial (UDA) José Lages Filho (Unit).

A análise dos faltosos da segunda dose considera apenas o município de aplicação Maceió e que parte destes usuários que consta na base do Ministério da Saúde como faltosos podem ter recebido a segunda dose em outras localidades.

Na semana passada, o infectologista Renee Oliveira comentou que deixar de tomar a segunda dose representa grave ameaça ao controle da pandemia. “No último mês, houve uma importante redução no número de casos novos de Covid-19, de internações e óbitos pela doença. O que aconteceu de diferente? A vacinação, que foi intensificada. As pessoas se vacinando com a primeira dose, outras completando sua imunização. Mas isso não é suficiente, ainda há um número grande de pessoas que nem sequer tomaram a primeira dose e isso precisa mudar”, adverte o especialista.

A análise foi realizada por meio da plataforma de dados abertos da vacinação contra a Covid-19 do Ministério da Saúde (base de dados 06/10/2021).

Documentos necessários

Para se vacinar com a segunda dose é necessário apresentar o cartão de vacinação e o documento de identificação com foto. Quem perdeu o cartão pode solicitar a segunda via no ponto de vacinação mediante apresentação do documento.

Ascom SMS

Fechar