PREVENÇÃO AO CORONAVÍRUS – Sistema socioeducativo de Alagoas substitui visitas presenciais por vídeochamadas

Sem receber visitas desde 17 de março, adolescentes das Unidades de Internação têm mantido contato com familiares por meio de vídeos online

Foto: Ascom Seprev

Há 15 dias sem sair de casa devido ao isolamento social promovido para auxiliar na prevenção e no combate ao novo coronavírus, brasileiros de todas as partes têm adotado vídeochamadas para “encontrar” amigos e familiares. No Sistema Socioeducativo de Alagoas não está sendo diferente.

Sem receber visitas desde o dia 17 de março, os adolescentes que estão internados nas Unidades de Internação têm mantido contato com seus familiares por meio de vídeos online.

“Esta iniciativa tem por objetivo manter os laços familiares destes adolescentes, que, por algum motivo, já estão passando por um período de reclusão. O contato com a família é fundamental e faz parte do processo socioeducativo”, enfatizou a secretária de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), Esvalda Bittencourt.

Além das vídeochamadas, a equipe técnica da Superintendência de Medidas Socioeducativas da Seprev preparou vídeos gravados pelos próprios familiares dos adolescentes com mensagens e orientações sobre as ações que estão sendo adotadas para prevenção e combate ao novo coronavírus.

“Pensamos em fazer estes vídeos como uma estratégia para conscientizar os adolescentes sobre a importância de seguir à risca as orientações da nossa equipe de saúde, sobretudo nas mudanças das rotinas que tivemos que adotar. Além disso, é uma forma de tranquiliza-los sobre a situação de saúde de seus familiares”, explicou Esvalda Bittencourt.

Atualmente, Alagoas possui 305 adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas. Desde o início do período de quarentena, eles tiveram a rotina modificada para atender as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e do Governo de Alagoas.

Agência Alagoas

Fechar