Prefeitura busca soluções para reverter fim dos Seresteiros da Pitanguinha

A Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) já começou a dialogar com o grupo Seresteiros da Pitanguinha para procurar formas de reverter a situação do fim de suas atividades. Uma reunião está combinada para a esta quarta-feira (23) entre representantes da Organização Cultural Serenata da Pitanguinha e a Fundação em busca de soluções e parcerias.

O objetivo é continuar incentivando e preservando toda forma de arte e cultura em Maceió.

“Vamos analisar a real situação e o que é possível fazermos para resgatar esse patrimônio imaterial da nossa cidade”, afirma a presidente Mirian Monte.

Baile de Carnaval dos Seresteiros da Pitanguinha em 2020. Foto: Reprodução/Facebook

Depois de quase 27 anos de existência, o grupo musical, um dos mais tradicionais de Maceió, anunciou que estaria encerrando seus trabalhos. O comunicado veio nessa segunda-feira (21) em nota de um de seus diretores, Alfredo Gazzaneo Brandão. No pronunciamento, ele explicou que, além da situação da pandemia, a sede da agremiação ainda foi invadida e que todas as salas foram deixadas vazias, tendo sido furtados diversos bens materiais.

Fechar