Políticas para mulheres: Prefeitura conclui primeira fase de capacitação da Guarda Municipal

Iniciativa é inédita em Maceió e dá continuidade à formação da Guarda Municipal

Os 30 Guardas Municipais, sendo 16 homens e 14 mulheres, encerraram nesta quarta-feira (23), o curso de capacitação ao enfrentamento da violência contra a mulher, crianças e adolescentes. A formação é inédita, já que é a primeira vez que este tipo de qualificação é realizada em Maceió, e é fruto das ações do Salve Mulher. O Programa é desenvolvido pelo Gabinete de Políticas Públicas para as Mulheres.

A entrega dos certificados será realizada pelo prefeito JHC com data a ser definida. A coordenadora do Gabinete, Ana Paula Mendes, conta que o próximo passo do curso de capacitação é criar a primeira Patrulha Maria da Penha do município de Maceió.

“Começamos a primeira capacitação com orientações sobre os direitos das mulheres, igualdade de gênero, Lei Maria da Penha, Lei do Feminicídio, enfim, toda a questão jurídica e informativa que os servidores e servidoras da Guarda Municipal precisam ter conhecimento para melhor atender essas vítimas. Ainda esse ano, eles terão toda a parte prática para atuarem como guardas da Patrulha Maria da Penha”, informa Ana Paula.

Ana Paula Mendes: “Guardas Municipais vão atuar na Patrulha Maria da Penha”. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

No último dia do curso, as servidoras e servidores da Guarda Municipal contaram com a presença do delegado federal Polybio Brandão. Ele abordou os aspectos legais e operacionais de combate à violência doméstica contra as mulheres. O delegado federal reconheceu que é preciso multiplicar a rede de proteção às vítimas e, para isso, o trabalho da Guarda Municipal é fundamental.

“A Guarda Municipal desempenha hoje o papel não apenas de segurança patrimonial, mas de segurança pública. Vamos multiplicar essa rede de proteção à mulher vítima de violência, que precisa não apenas da polícia, do judiciário, mas de toda comunidade”, explica Polybio Brandão.

Polybio Brandão: “Guarda Municipal exerce hoje papel de segurança pública”. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

A advogada e representante do Centro de Defesa da Mulher, Paula Lopes, abordou a função da Patrulha Maria da Penha e da Guarda Municipal na proteção às mulheres. Ela apresentou aos participantes do curso os tipos de violência, de acordo com o olhar das vítimas.

“A iniciativa é muito importante, porque além de fazer um trabalho inovador, que é qualificar, mostra que Guarda Municipal pode ter outras funções dentro da nossa sociedade, como a proteção e a defesa das mulheres e meninas”, revela Paula Lopes.

Paula Lopes encerra curso com Guardas Municipais. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

Dgina Calixta Oliveira Lins é guarda municipal há 20 anos, dos quais dez foram dedicados à população em situação de rua. Ela diz que participar do curso de formação é essencial para começar a atender as mulheres e meninas vítimas de violência doméstica com mais sensibilidade e efetividade.

“O Programa Salve Mulher vai ajudar não só a nós servidores que estaremos mais capacitados para lidar com essas mulheres. A gente vai saber como abordar, onde levar, como ajudar de forma mais humanizada”, pontua a guarda.

Guardas Municipais concluem curso de formação. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

A capacitação integrada da Guarda Municipal teve início na segunda-feira (21), quando ocorreu o lançamento do Salve Mulher pelo prefeito JHC. A formação levou orientações na área de direitos humanos, com ênfase no combate à violência contra mulheres e meninas e visa a humanização do atendimento dos casos e apoio irrestrito às vítimas.

A coordenadora do Gabinete explica, ainda, que, com a conclusão do aprimoramento, a função da Guarda Municipal será estendida para a proteção das mulheres vítimas de violência doméstica.

Cícero Rogério/Secom Maceió

Fechar