Pioneirismo de Maceió com cartão em braile é destaque em rede nacional

Reportagem exibida na TV Globo mostrou depoimentos de deficientes visuais sobre a novidade inclusiva

O pioneirismo da Prefeitura de Maceió, ao criar o cartão de vacinação contra a Covid-19 em braile, foi destaque na edição desta sexta-feira (16), do Jornal Hoje, da TV Globo. A novidade foi apresentada nacionalmente como um método inclusivo que poderia ser adotado por todos os municípios brasileiros.

Edição do Jornal Hoje destaca pioneirismo de Maceió ao criar o cartão em braile (Foto: Reprodução)

Desde a última quarta-feira (14), quando foi lançado pelo prefeito JHC, o comprovante está sendo distribuído em todos os pontos de imunização espalhados pela cidade. Os deficientes visuais podem pegá-lo logo após a receber a dose, sem burocracia. Os que já foram imunizados com a primeira aplicação, e receberam o cartão convencional, também podem trocar pelo novo.

“Maceió segue dando exemplo ao Brasil. Somos a primeira capital do País a ter cartões de vacinação em braile, garantindo acessibilidade às pessoas com deficiência”, comemorou o prefeito, nas redes sociais, assim que tomou conhecimento da repercussão da iniciativa.

De acordo com entidades ligadas a este público, a capital tem mais de duas mil pessoas com algum tipo de deficiência visual. Como pensam, o cartão de vacinação contra a Covid-19 em braile permite, além de inclusão, a plena cidadania de todos.

A reportagem exibida na TV Globo mostrou depoimentos de deficientes visuais acerca da novidade. A presidente da Associação de Cegos de Alagoas, Cícera Oliveira da Cruz, foi uma das primeiras a receber o cartão, ainda no dia do lançamento, e destacou que o documento a torna livre para se vacinar sem errar a dia de receber a dose.

“Às vezes, pegamos o cartão de vacina e gritamos para um parente nos ajudar, mas nem sempre ele está à disposição para nos atender por conta dos afazeres do dia a dia. Com o cartão em braile, a gente já consegue identificar, ler e saber quando será a data da vacina”, afirmou.

Outros que foram ouvidos defenderam a execução de políticas públicas de inclusão dos deficientes visuais em todos as áreas. Eles acreditam que os documentos na linguagem para cegos facilitam a identificação, dando mais tranquilidade a quem consegue ler.

E a estratégia de inclusão da Prefeitura de Maceió não para por aqui. O prefeito JHC anunciou que, a partir da próxima semana, vai lançar, na plataforma de agendamento on-line, a opção para as pessoas com deficiência auditiva terem a opção de serem acompanhadas de um tradutor de libras no ato da vacinação.

Thiago Gomes / Secom Maceió

Fechar