Pesquisa do Procon Maceió registra aumento de 8% nos preços de alimentos

Órgão de proteção e defesa do consumidor esteve em seis estabelecimentos na capital para realizar pesquisas e continuar com a política de fiscalização

O Procon Maceió, órgão de defesa do consumidor, realizou pesquisas de preços dos produtos da cesta básica durante o mês de setembro e outubro. Foram pesquisados 13 produtos em seis estabelecimentos localizados na capital. O levantamento constatou que o preço dos produtos alimentícios sofreu um aumento de 8%, com o preço final de R$ 50,17 em agosto para R$ 54,38 neste mês. Confira aqui o resultado da pesquisa.

A lista mostra que, dos 13 itens pesquisados, nove produtos apresentaram um aumento de preço em relação ao mês anterior. São eles: arroz, farinha de mandioca, café em pó, bolacha água e sal, margarina, manteiga, leite em pó e açúcar. Entre esses valores, os três itens que mais chamaram atenção foram o leite em pó que em comparação com setembro teve um aumento de 18,53%, seguido do açúcar 16,72% e a farinha de mandioca 13,89%.

Para o diretor-executivo do Procon Maceió, Leandro Almeida, além de pesquisar os preços, o órgão tem mantido a política de fiscalização.

“Realizamos as pesquisas todos os meses e também é importante reforçar que o Procon Maceió continua fiscalizando a partir de denúncias feitas pelos consumidores. É sempre importante que o consumidor realize a pesquisa de preços dos produtos antes da compra para obter mais economia e evitar gastos excessivos que possam comprometer a renda mensal”, justifica Leandro Almeida.

Atendimentos

Para realizar denúncias ou obter mais informações e orientações, o consumidor pode entrar em contato pelos telefones 0800 082 4567 ou no WhatsApp (82) 98882-8326.

Para quem prefere atendimento de forma presencial, pode se dirigir em qualquer uma das unidades do Procon Maceió: no Centro Universitário Uninassau, no bairro Farol; na sede da antiga FAT, atual Centro Universitário Mário Pontes Jucá (UMJ), no Barro Duro; e na sede do Procon Maceió, na Rua Dr. Pedro Monteiro, 47, no Centro de Maceió.

O horário de funcionamento na sede do Procon Maceió é de 8h às 14h, de segunda a sexta-feira. Já os núcleos da UMJ e Uninassau estão abertos ao público das 8h às 13h, de segunda a sexta-feira. Para formalizar as denúncias, é necessário entregar as cópias do RG, CPF, comprovante de residência e demais documentos que forem necessários para embasar as reclamações de abuso aos direitos do consumidor.

Nicolle Salazar (estagiária) / Ascom Procon Maceió

Fechar