PALMEIRA EM CHAMAS – Rivais de Júlio Cezar me obrigaram a mentir sobre assédio, diz advogada

A advogada Margareth Alves da Costa, que acusou o prefeito de Palmeira dos Índios de assédio sexual, retirou sua denúncia na Polícia Civil. No novo boletim de ocorrência, ela informou que estava sendo pressionada por concorrentes políticos do prefeito a fazer uma falsa denúncia.

Declarou ainda que estava passando por um momento de instabilidade emocional e que aceitou a fazer denúncia contra o prefeito, em Maceió, em razão de estar com o psicológico abalado.

Também informou à Polícia Civil que estava em um quadro de depressão. “Júlio Cezar nunca me assediou sexualmente ou moralmente” esclareceu. Diante dos fatos, disse também que sempre manteve uma convivência amigável e respeitosa com o prefeito.

Confira o boletim de ocorrência

 

Fechar