Padarias interditadas pela Vigilância Sanitária voltam a funcionar após reformas

Estabelecimentos trocaram equipamentos e realizaram dedetização para se adequar às normas

Espaço foi reaberto nessa segunda, após nova vistoria. Foto: Vigilância Sanitária

Duas das padarias interditadas há dez dias pela Vigilância Sanitária de Maceió, nos bairros Feitosa e Santos Dumont, reabriram após nova vistoria que constatou a adequação dos estabelecimentos às normas sanitárias.

Uma delas, no Santos Dumont, recebeu a visita dos fiscais nessa segunda-feira (21), e apresentou novo aspecto, totalmente diferente das condições encontradas na data da interdição.

O espaço foi reformado, higienizado, alguns equipamentos foram substituídos e o todo ambiente passou por dedetização. Foi nessa panificação que a Vigilância Sanitária encontrou um gato brincando com um rato morto em um dos corredores. No local, também havia entulhos, alimentos vencidos e farinha de trigo de procedência duvidosa.

“A reabertura desses estabelecimentos mostra como a fiscalização é importante. Muitas padarias têm problemas em relação às normas sanitárias, por isso a Vigilância precisa fiscalizar. Aquelas que não oferecem qualquer condição de funcionamento, quando há problemas gritantes e risco muito grande à saúde pública, nós interditamos”, explica o coordenador do órgão, Airton dos Santos.

A segunda padaria reaberta foi o local onde os fiscais flagraram fezes de rato em cima de pães. Ela também passou por reforma, limpeza e dedetização. “Todos os estabelecimentos que trabalham com alimentação precisam comprovar o controle de pragas por meio de nota fiscal de empresa especializada e legalizada”, reforça Santos.

Uma das panificações segue interditada. Após as adequações, o responsável pode entrar em contato com a Vigilância e solicitar nova vistoria, que irá permitir ou não a reabertura.

Fechar