Inclusão social: Prefeito JHC lança cartão de vacinação contra a Covid-19 em braile

Iniciativa inédita no País assegura acessibilidade a pessoas com deficiência visual

Maceió é a primeira capital do Brasil a ter cartão de vacinação contra a Covid-19 em braile. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

Maceió sai na frente mais uma vez e é a primeira capital a ter cartão de vacinação contra a Covid-19 em braile. A iniciativa pioneira no País foi lançada pelo prefeito JHC nesta quarta-feira (14) durante solenidade na Associação de Cegos de Alagoas, localizada no Antares. O prefeito reafirmou o compromisso da gestão com a inclusão e disse que o objetivo é ampliar para outros grupos. O gestor ressaltou que o cartão de vacinação em braile inaugura uma nova era e se traduz como um divisor de águas, de empatia e respeito ao próximo.

“Esse é um exemplo de inclusão, de cidadania”, disse prefeito JHC. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

“Esse é um exemplo de inclusão, de cidadania, e essas pessoas com deficiência visual vão ter agora um cartão em braile para que possam ter total acessibilidade nos nossos pontos de vacinação”, disse JHC.

Solenidade de lançamento ocorreu na Associação de Cegos de Alagoas, localizada no Antares. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

O prefeito informou ainda que na próxima semana estará sendo lançada na plataforma de agendamento on-line a possibilidade para as pessoas com deficiência auditiva também terem o acompanhamento do tradutor de libras. “Esse é um exemplo de cidadania e um direito que essas pessoas têm, que todos deveriam fazer, mas poucos fazem”, afirmou

Secretária municipal de Saúde, Célia Fernandes. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

A secretária municipal de Saúde, Célia Fernandes, falou da emoção do momento e disse que a gestão trabalha para avançar na inclusão. “Não vamos ficar só no cartão. Essa visão inclusiva vai melhorar a cada dia e a gente vai estar aqui perto de vocês”, pontuou.

Coordenador do Gabinete de Gestão Integrada para Enfrentamento da Covid, Claydson Moura. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

O coordenador do Gabinete de Gestão Integrada para Enfrentamento da Covid, Claydson Moura, destacou que o papel do agente público é servir. “E servir da melhor maneira possível. Precisou que JHC fosse prefeito de Maceió para esse momento acontecer e as pessoas saberem que somos todos verdadeiramente iguais e merecemos todos o mesmo respeito”, declarou.

Acessibilidade e possibilidades

Presidente da Associação de Cegos de Alagoas, Cícera Oliveira da Cruz. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

A presidente da Associação de Cegos de Alagoas, Cícera Oliveira da Cruz falou da emoção e disse que o momento vivido por eles é de acessibilidade e possibilidades. “Possibilidades para as pessoas com deficiência usufruírem do mesmo direito”, ela disse, ao citar como destaque as acessibilidades comunicacional e atitudinal.

Gestão de JHC trabalha para avançar na inclusão social. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

“É a comunicação que faz com que as pessoas se sintam iguais. O lançamento do cartão de vacina em braile é um ganho muito importante para as pessoas com deficiência. Muitas vezes nós ouvimos em outros meios de comunicação, mas não sabemos como escrevemos e através do braile melhoramos a nossa linguagem”, explicou, ao dizer que acessibilidade atitudinal se trata de gestão.

Braile é um sistema de leitura e escrita para as pessoas com deficiência visual. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

“O prefeito JHC entendeu os valores, o significado que é uma pessoa com deficiência visual e outras deficiências”, completou Cícera.

Diretora da Escola de Cegos Cyro Accioly, Gedalva da Silva Santos agradeceu ao prefeito e disse que esse é um marco histórico. “O braile é um sistema de leitura e escrita para as pessoas com deficiência visual desde pequenininho. Claro que nós temos as tecnologias digitais que ajudam muito na questão da acessibilidade comunicacional, mas o braile é e sempre será o meio pelo qual a criança cega lê e aprende, mesmo que depois venha a utilizar os meios digitais. Então, o braile é a base”, ela informou, ao dizer que “o que a Prefeitura de Maceió está fazendo é a inclusão social”.

Sobre o cartão

Inicialmente, serão distribuídos dois mil cartões de vacinação e toda a comunidade de cegos da capital será atendida. A Prefeitura de Maceió já disponibiliza tradutores de libras para atuarem na vacinação e, a partir da próxima semana, haverá também a opção de solicitar um tradutor de libras para o agendamento da vacinação.

Niviane Rodrigues/Secom Maceió

Fechar