Governança e Sebrae discutem empreendedorismo e inovação para Maceió

O secretário do Gabinete de Governança (GGOV) da Prefeitura de Maceió, Antonio Carvalho, foi recebido por diretores do Sebrae Alagoas, na manhã desta quarta-feira (19), com os quais discutiu temas voltados ao empreendedorismo e ecossistema de inovação. A possibilidade de futuras parcerias com o Município também estava na pauta.

Secretário do GGOV, Antonio Carvalho, e o adjunto da pasta, Davi Rossiter, foram recebidos no Sebrae (Fotos: Divulgação)

Participaram da reunião, representando a entidade que presta apoio às micro e pequenas empresas, o diretor-superintendente Marcos Vieira; o diretor técnico Vinícius Lages; o diretor de Administração e Finanças, Roberval Cabral; a gerente-adjunta da Unidade de Soluções e Inovações (USI), Áurea Andrade; o analista da USI, Danisson Reis; e a gerente da USI, Liza Bádue. O secretário-adjunto do GGOV, Davi Rossiter, também contribuiu com as discussões.

De acordo com o Antonio Carvalho, o principal tema da conversa com o Sebrae foi o ecossistema de inovação, tendo em vista que a gestão municipal busca uma conexão deste ambiente com o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CMCTI). Membros do colegiado já estão debatendo, internamente, propostas de atuação para o biênio 2021/22.

“Importante ter um canal aberto com o Sebrae porque queremos impulsionar o ambiente empreendedor aqui de Maceió e ajudar na ativação dos participantes do ecossistema de inovação”, ressaltou o secretário.

Empreendedorismo e ecossistema de inovação foram discutidos na reunião

Como sugestão para o avanço do ecossistema de inovação, o diretor-superintendente do Sebrae Alagoas, Marcos Vieira, pontua a necessidade de modernização do atual Plano Diretor de Maceió, mais especificamente quanto ao uso de imóveis históricos do bairro de Jaraguá.

Segundo ele, a região é uma das apostas do poder público quando se trata de criar um marco referencial para a inovação na capital alagoana. Vieira acrescenta que o local tem potencial para trazer para a cidade novas micro e pequenas empresas envolvidas na área de tecnologia. “É preciso flexibilizar mais as regras. Preservando o patrimônio, claro, para que Jaraguá se torne esse polo tecnológico”, destaca.

Já Antonio Carvalho acrescentou que o diálogo com a direção do Sebrae avançou em relação à possibilidade de parcerias a serem firmadas. Os objetivos de futuros acordos de cooperação são estimular e ajudar a Prefeitura nas ações de inovação aberta.

Fechar