Final do Concurso de Merendeiras terá representante da Escola Municipal Olavo Bilac

Merendeira Yolanda Maria apresentou aos jurados o prato “Queridinho dos Brasileiros”, uma receita que leva mini almôndegas de frango surpresa, purê e macarrão com um molho diferenciado

A merendeira Yolanda Maria, da Escola Municipal Olavo Bilac, passou pela semifinal do Concurso de Merendeiras e está na final da disputa, que contará com profissionais de diversos municípios do estado. Realizada pelo Senac, Sebrae e Embrapa, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), a etapa também premiou a vencedora desta etapa com o prêmio de R$ 500. O segundo e terceiro lugar levaram o prêmio de R$ 400 e R$ 300, respectivamente, oferecido pela Prefeitura de Maceió.

Com o objetivo de valorizar a agricultura familiar, os pratos produzidos pelas merendeiras da Rede Municipal de ensino deviam conter itens produzidos por este tipo de produção. É o que destaca Anna Carla Luna, coordenadora do Setor de Alimentação e Nutrição Escolar da Semed.

O segundo e terceiro lugar levaram o prêmio de R$ 400 e R$ 300, respectivamente, oferecido pela Prefeitura de Maceió. Foto: Leonardo André / Ascom Semed

“Hoje, além de prestigiar a preparação das nossas merendeiras, nós trouxemos a agricultura familiar do nosso estado. Hoje, o principal objetivo do nosso concurso é valorizar a agricultura familiar. Nossas merendeiras pensaram em preparações que prestigiam essa agricultura local e que estão de acordo com o Programa Nacional de Alimentação Escolar ”, afirmou.

Anna Carla Luna destaca a valorização da agricultura familiar no concurso. Foto: Leonardo André / Ascom Semed

O momento contou com a avaliação dos pratos produzidos pelas merendeiras Ariane Rafaelle Carlos Aires, Lidyane Cristina de Oliveira Silva e Yolanda Maria do Nascimento, além de apresentações culturais de alunos da Escola Municipal Nosso Lar e do grupo Mística da Terra, formado por agricultores familiares.

Yolanda Maria, vencedora da etapa semifinal, com o prato “Os Queridinhos Brasileiros”, receita de mini almôndegas de frango surpresa, purê e macarrão com um molho diferenciado, falou sobre o sentimento de ser a escolhida para representar Maceió na etapa final do Concurso de Merendeiras.

Débora Nunes, representante dos produtores da agricultura familiar, destacou a importância de se distanciar a alimentação escolar do consumo de alimentos industrializados e de conectar com o consumo de alimentos advindos da agricultura familiar.

“Precisamos reconhecer a iniciativa da Prefeitura de Maceió, da Semed e do Sane em promover esse concurso, porque durante muitos anos houve a priorização do alimento industrializado e com o PNAE a agricultura familiar conseguiu restabelecer a relação com a comunidade escolar”, disse Débora.

A secretária-adjunta de Educação, Emília Caldas, falou sobre a premiação do Concurso de Merendeiras, que pela primeira vez irá premiar as três competidoras em sua etapa municipal. “O concurso é uma parceria do município com o Sebrae e tem o objetivo de difundir a agricultura familiar. Nesta edição, além da premiação para o primeiro lugar desta etapa municipal, entregue pelo Sebrae, as merendeiras que ficarem na segunda e terceira colocação também serão premiadas pela Prefeitura de Maceió”, afirmou.

O estímulo à produção da agricultura familiar também promovido durante o concurso foi destacado pelo diretor-técnico do Sebrae, Vinícius Lages.

Diretor-técnico do Sebrae, Vinícius Lages destacou o potencial do desenvolvimento da agricultura familiar em ALagoas. Foto: Leonardo André / Ascom Semed

“Em um estado que tem um grande potencial de desenvolvimento da agricultura familiar como é em Alagoas, um evento como esse tem uma importância muito grande para poder se aproximar de uma proposta de uma alimentação de qualidade na merenda escolar dos estudantes”, afirmou.

Pâmela de Oliveira (estagiária) / Ascom Semed

Fechar