Escola Municipal Donizetti Calheiros promove mês junino

Foram realizados trabalhos pedagógicos com a temática do São João

Alunos participaram em peso no projeto

Para manter vivas e explorar as tradições junidas, a Escola Municipal Professor Donizetti Calheiros, na Santa Lúcia, dedicou ao mês de junho uma série de atividades lúdicas e interdisciplinares, envolvendo os alunos, pais e professores. Temas como cordel, brincadeiras típicas, folguedos populares e receitas temáticas foram explorados.

Os alunos puderam expor as atividades e interagir em conjunto com a escola através do Instagram e WhatsApp. Eles enviaram vídeos fazendo paródias, dançando forró com as famílias, realizando receitas juninas e provando os pratos dessa época. Segundo a diretora Tereza Cristina, a ação proporcionou um ambiente de interação com a comunidade escolar.

“Para manter viva a nossa tradição junina, os professores realizaram atividades online, explorando desde as brincadeiras de arraial, como músicas, danças típicas, quadrilhas, literatura cordel; até as receitas, tendo como alimento principal o milho. A comunidade escolar teve uma boa participação, com jogos para a animar a criançada e toda a família. E, para finalizar o projeto, realizamos sorteio de um lindo balaio junino”, contou a diretora.

Em sala de aula, também foram planejados conteúdos voltados para a época junina, envolvendo matérias como Português, Matemática e História. É o caso da professora Luciene Valeria Pinheiro Bezerra, que dá aulas de História e Português. A educadora produziu vários conteúdos pedagógicos diretamente de sua casa.

Professora Luciene em um de seus vídeos.

“Procurei resgatar nesse período as histórias do coco, das quadrilhas alagoanas e do cordel. Eu produzia os vídeos em minha residência, fazia uma casa de papelão e assim eu ia ministrando os conteúdos. Também utilizava vídeos do youtube editado e o envio de textos temáticos pelo whastapp tentando estar próximo deles e ao mesmo tempo trazer um pouco da nossa cultura para os alunos”, explicou a professora.

O resultado dessas atividades pode ser visto pela resposta dos alunos. Um deles é João Pedro Acioli Melo, de 9 anos, que, entre diversos assuntos, se interessou sobre o gênero literário cordel. 

“A minha experiência com o cordel foi muito legal. Já tinha ouvido falar com minha avó, mas a professora Luciene explicou melhor sobre o que era um cordel com vídeos. Fiz até um vídeo recitando o cordel do artista João Araújo”, diz o aluno.

Aluno João Pedro recitando cordel de João Araújo

Já a aluna Rana Sofia de Albuquerque dos Santos, do 4º ano, gostou da forma como foram postos os conteúdos pedagógicos, sempre com aplicações no dia a dia. Segundo ela, ao mesmo tempo que os conteúdos eram educativos, também se mostravam divertidos. 

“Eu achei  o projeto muito legal mesmo. Gostei muito de todos conteúdos, principalmente das aplicações ensinadas pelas professoras. Foi muito educativo e também divertido ”, explica a aluna.

Leonardo André Correia (estagiário)/Ascom Semed

Fechar