Escola Lenilto Alves retorna suas aulas com grandes expectativas para o futuro

Com a nova estrutura, ampliada e renovada, unidade escolar permite um trabalho eficiente com os alunos

Com sua reinauguração, a Escola Lenilto Alves, localizada no bairro do Jacintinho, teve suas aulas iniciadas no dia 7 de dezembro com quase 100% dos alunos na modalidade presencial. Agora, com novos espaços, como biblioteca, quadra, sala de informática, sala de vídeo, laboratório de ciências e salas de aula climatizadas, a estrutura possibilita novas e melhores perspectiva para o futuro de seus alunos, com um aprendizado mais eficiente e completo.

A reforma do prédio era uma antiga reivindicação da comunidade, que contava com uma estrutura precária e diversas infiltrações atrapalhando o andamento das aulas e o desempenho dos alunos e professores.

E os impactos da reforma já apareceram no primeiro dia de aula, com o aumento da presença dos alunos em sala de aula. No local provisório da escola compareciam por turno, no máximo, 60 alunos, agora, são cerca de 115 alunos frequentando o espaço e, segundo a diretora Mary Christine Alves Tenório, além de uma melhora na estrutura, a reforma trouxe também bastante ânimo.

Diretora Mary Christine. Foto: Leonardo André/Ascom Semed

“Nós já começamos a melhorar com relação a frequência dos alunos. Começamos as aulas presenciais, e tivemos 115 alunos, antes nós tínhamos  no máximo 60 alunos. Além disso, a estrutura nova da escola vai afetar muito aprendizado e crescimento deles. Nós já estamos fazendo projetos para eles começarem a realizar laboratórios de ciência, informática e vídeo, e com isso, a ansiedade deles só aumenta”, explica a diretora.

Escola foi completamente renovada. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió

A professora Rosimere Santos está há 14 anos na Escola e conta que essa é a primeira vez que ela viu um ambiente digno por lá.

“Estou aqui desde 2014 e, para mim, foi uma alegria imensa voltar para o prédio reformado, porque era muito difícil dar aula, principalmente no inverno por conta da chuva. Os alunos estão encantados com esse novo espaço e vieram para a escola empolgados e alegres. E nós professores também, porque poderemos trabalhar em um ambiente mais confortável”, diz a professora.

Professora Rosimere Santos está há 14 anos na Escola. Foto: Ascom Semed

A mãe Tamires Maria Martiniano da Silva conheceu o novo espaço e gostou de saber que suas filhas Ana Beatriz, de 11 anos, e Ana Clara Martiniano da Silva, de 8 anos, vão estudar.

“Antes, a estrutura era muito precária. Agora, o colégio está muito arrumado e organizado, eu gostei de tudo. Minhas filhas vieram hoje e já estão bem felizes. A expectativa é que elas melhorem cada vez mais seu aprendizado”, pontuou a mãe.

Tamires Maria Martiniano da Silva é mãe das alunas Ana Beatriz e Ana Clara. Foto: Leonardo André/Ascom Semed

Durante o primeiro dia de aula, os alunos assistiam atentamente às aulas, com as salas climatizadas e espaçosas. Um deles era Talisson dos Santos, de 8 anos, que contou que o mais gostou do novo espaço foi o laboratório de informática.

“As aulas vão ser bem melhores, com certeza. De todas as salas novas, gostei principalmente da de informática. Gosto muito de mexer nos computadores e vou aprender coisas novas”, conta o aluno.

Aluno Talisson dos Santos. Foto: Leonardo André/Ascom Semed

Já Luna Micaeli Santos da Silva, se encantou com o laboratório de ciências. “Quero fazer muitos experimentos e atividades no laboratório. Olhei todas as salas e essa é minha favorita”, comenta a aluna, que também está ansiosa para utilizar todos os outros espaços.

Aluna Luna Micaeli. Foto: Leonardo André/Ascom Semed

Leonardo André (estagiário ) /Ascom Semed

Fechar