Educação faz mutirão de matrícula para Jovens, Adultos e Idosos neste sábado (22)

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) realiza neste sábado (22), ho horário de 9h às 17h, um mutirão para matrículas da Rede de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI) em cinco escolas-polo. O objetivo é receber este público e preencher as mais de 2 mil vagas disponíveis para quem deseja concluir o ensino fundamental. Os matriculados terão automaticamente acesso ao Benefício Escolar Municipal (BEM), que contemplará com ajuda financeira todos os estudantes da Rede Municipal de Maceió.

Equipe da Semed pronta para receber os alunos para realizar as matrículas. Foto: Ascom Semed.

As escolas escolhidas são: Escola Municipal Almeida Leite, no bairro da Ponta Grossa; Escola Municipal Pedro Suruagy, no Tabuleiro do Martins; Escola Paulo Bandeira, no Benedito Bentes; Escola Municipal Hévia Valéria, no Village Campestre; e Escola Kátia Assunção, no Jacintinho.

Equipe ficará nas escolas-polos das 9h às 17h. Foto: Ascom Semed.

Para Elder Maia, secretário de Educação de Maceió, este mutirão é essencial para estimular o público a se matricular e consequentemente receber o BEM. “Essa ação foi pensada porque este público trabalha o dia inteiro, não tem tempo de fazer online ou tem dificuldade a acessar internet. Por isso estamos trabalhando para neste sábado receber esse público e receber os futuros alunos”, destacou.

Elder Maia reforça a importância dos alunos se matricularem para terem acesso ao BEM. Foto: Ascom Semed.

Os interessados devem comparecer as escolas-polo, com RG, CPF e comprovante de residência.

Para os alunos que quiserem, as matrículas também podem ser feitas on-line através do site www.maceio.al.gov.br no banner matrículas, até 00h deste domingo (23).

O que é o BEM?

Trata-se de um auxílio financeiro inédito pago a cada estudante regularmente matriculado na rede municipal de ensino. Ao todo, 50 mil alunos – e suas respectivas famílias – serão beneficiados.

O valor da bolsa varia e será repassado de acordo com alguns critérios. Ele depende do nível escolar de cada estudante e do número de matriculados por família, não podendo ultrapassar R$ 300 por residência. Quem for da primeira infância (0 a 6 anos) vai receber R$ 100; já para o ensino fundamental, cada aluno terá direito a R$ 70.

Fechar