Edital aberto para lives no São João beneficia quase 500 artistas

Está publicado, na edição desta terça-feira (11), do Diário Oficial do Município, o edital da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), referente ao projeto “Maceió: um dos berços do forró!”, criado para manter viva as tradições do São João na capital. Quase 500 artistas, de 28 grupos de quadrilha, coco de roda, além de trios e bandas de forró, serão contemplados. Eles se apresentarão em lives previstas para o período de 23 a 29 de junho.

O chamamento público prevê a contratação de até três organizações sociais que terão a responsabilidade de selecionar os grupos e de promover a pré-produção do que será exibido ao público. No total, a Prefeitura destinou R$ 117 mil para esta finalidade, valor que será dividido por cada modalidade contratada.

Foto: Divulgação

Poderão concorrer apenas entidades com representação de quadrilhas juninas, cocos de roda, trios e bandas de forró. As inscrições estão abertas e seguem até o dia 9 de junho. No ato, as organizações interessadas devem apresentar, obrigatoriamente, um plano de trabalho, limitado a apenas uma das categorias, por meio do qual deve contemplar uma agenda de apresentações virtuais.

A homologação e publicação do resultado final da fase de seleção vão ser divulgados nos canais de comunicação da Prefeitura de Maceió.

De acordo com a presidenta da FMAC, Mirian Monte, o edital foi lançado após ampla discussão com representantes da sociedade civil organizada ligados aos grupos de arte popular. Foram apresentadas diversas sugestões, expostas as dificuldades e o chamamento é fruto do diálogo frequente da gestão municipal com os artistas da terra, que estão com os trabalhos restritos por causa da pandemia.

Foto: Ascom FMAC

“É uma forma de conferir celeridade, ampla participação da sociedade, a partir da atuação do terceiro setor, com a seleção de Organizações da Sociedade Civil – OSCs, nos termos da Lei 13.019. Por meio deste edital, queremos repetir o sucesso das lives que estamos fazendo semanalmente”, destacou Mirian Monte.

Ela acrescenta que foi necessário adaptar as regras contidas no chamamento público, devido à necessidade de se evitar aglomerações. Cada grupo só poderá participar com até dez componentes, todos respeitando as normas sanitárias, com uso obrigatório de máscaras e com distanciamento social.

Thiago Gomes / Secom Maceió

Fechar