Desenvolvimento Sustentável inicia ação de educação ambiental no bairro do Trapiche

Orientações porta a porta começam nesta segunda (11) e vão até a próxima quinta-feira (14)

Nesta segunda-feira (11), a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) iniciou uma atividade de educação ambiental, no bairro do Trapiche, com o objetivo de orientar os residentes sobre os principais serviços oferecidos pela Prefeitura de Maceió para evitar o descarte irregular na cidade. A ação ocorre até a próxima quinta-feira (14) e a previsão é que beneficie mais de 2 mil moradores.

Equipe de educação ambiental realiza ação porta a porta no Trapiche. Foto: Ascom Sudes
Equipe de educação ambiental realiza ação porta a porta no Trapiche. Foto: Ascom Sudes

Cerca de 20 pessoas, entre educadores e jovens aprendizes da Naturalle — empresa responsável pela coleta domiciliar na parte baixa da capital — irão de porta em porta informar o dia e a hora que o caminhão coletor passa na região. Os moradores também serão orientados sobre a coleta de volumosos, pois na região ainda é comum a prática de despejar lixo doméstico e móveis inservíveis em canteiros e vias públicas.

Jovens aprendizes da Naturalle dão apoio nas ações. Foto: Ascom Sudes
Jovens aprendizes da Naturalle dão apoio nas ações. Foto: Ascom Sudes

Ivens Peixoto, superintendente da Sudes, explica que a Prefeitura oferta, ainda, Ecopontos para que sejam feitos os descartes de móveis inservíveis e a coleta de volumosos.

“Temos duas alternativas para essas pessoas que descartam irregular. Uma é o Ecoponto, próprio para receber esse tipo de material inservível e dar o destino correto para ele. A outra é a coleta de volumosos, onde o cidadão solicita o serviço e vamos até a casa dele buscar esse material, evitando que seja despejado em locais públicos”, ressaltou Ivens.

Além das orientações para os moradores, o órgão pôs uma equipe de fiscalização para fazer rondas no bairro, verificando possíveis práticas negativas cometidas por carroceiros, transeuntes ou empresas.

“Vamos intensificar a fiscalização no bairro a fim de identificar possíveis infratores e multá-los de acordo com a lei. A limpeza da cidade é responsabilidade de todos”, completou o superintendente.

Ecopontos recebem resíduos da construção civil, restos de poda e móveis inservíveis. Foto: Ascom Sudes
Ecopontos recebem resíduos da construção civil, restos de poda e móveis inservíveis. Foto: Ascom Sudes

Além de realizar o descarte nos Ecopontos e pôr o lixo domiciliar na porta apenas no horário da coleta, o cidadão pode ajudar a manter a cidade limpa denunciando possíveis irregularidades através do número 0800 082 2600 ou WhatsaApp 98802-4834. Caso seja flagrado, o infrator pode receber uma multa que varia de R$ 120 à R$ 30 mil.

Alexandre Vieira/Ascom Sudes

Fechar