COMO SE REERGUER? Até agora nenhum lanche vendido

Texto de Daniel Rela

Ontem também foi fraco e olha que tem cupom de 10 e 12 reais no Ifood, entrega grátis no Uber Eats, plataformas que não me dão quase lucro. 90% dos meus clientes eram turistas. Quanto tempo para o turismo voltar ao normal?

Fora que pra sobreviver à baixa temporada, que quase me fez falir ano passado, precisaria fazer um investimento alto em uma cobertura por causa da chuva. Acho lindo quem defende esse confinamento total, engraçado è que quase nenhuma dessas pessoas não depende do hoje para comer amanhã.

“Ah, não paga os aluguéis, a escola das crianças, empurra coisas no cartão”, mas quando chegará essa maré boa que me possibilite pagar as dívidas.

Muita gente vai falir, e não me venha com essa de que falido se reergue e falecido não. Isso não funciona assim nesse país!

Não tenho pai vivo, não tenho mãe rica, não tenho patrimônio, e esse pânico vai acabar com a única fonte de renda que tenho!

Ainda estou esperando aquele aumento absurdo de casos, de mortes. Por hora a influenza mata muito mais!

Construam hospitais, coloquem os estudantes de medicina, enfermagem e farmácia no campo. Mas não destruam a já ruim economia do país, não destruam famílias inteiras.

Imagina quem é manicure, Cabeleireira, faxineira, catador de lata, aqueles ambulantes que tomam sol e chuva pra ganhar seu pão.

Não somos Itália, EUA e Espanha.

Nós vamos quebrar!

 

Daniel é jornalista e micro empreendedor. Dono da @humburguer

 

A nível de curiosidade…

Fechar