Rafael Brito, Secretário de Turismo afirma que existe “uma carência de informação” sobre óleo nas praias

Após algumas cidades do estado de Alagoas decretarem estado de emergência, devido a quantidade de óleo que atingiu as praias, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e TurismoRafael Brito, afirmou que “o que há hoje é uma carência de informação, mas o decreto de emergência não vai solucionar”.

Ainda segundo o secretário, o decreto acaba gerado inconsistência na informação, principalmente para o turista que visita o estado. “É muito importante que a gente não faça o decreto de emergência, pois ele gera inconsistência na informação, os turistas que possuem pacotes comprados para vir ao estado de Alagoas ficam em dúvida e apavorados com o decreto e isso não é saudável para nossa economia”.

Rafael Brito destacou ainda que não vê necessidade no âmbito estadual de decretar emergência. “Não há problema hoje de recursos para limpar o óleo, pelo contrario, as pessoas e órgãos estão colaborando muito com toda a situação”.

05/11/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar