Mundo

O mistério dos entusiastas de combate medieval encontrados mortos a flechadas na Alemanha

O estranho caso de três entusiastas de combates medievais encontrados mortos a flechadas em um hotel na Bavária causou comoção e teve grande destaque na Alemanha

Dois deles morreram com flechadas no coração e na cabeça, o terceiro com uma flecha no pescoço. Eles foram encontrados no quarto no sábado, junto com três bestas (também conhecidas como balestras) modernas. Duas delas foram usadas ​​para atirar flechas, de acordo com os promotores encarregados do caso.

Um homem e uma mulher estavam na cama, de mãos dadas, atravessados ​​por flechas. Uma mulher atingida no pescoço estava deitada no chão.

As mortes, perto da cidade de Passau, foram ligadas a dois outros corpos encontrados na segunda-feira no norte da Alemanha.

Promotores em Passau estão convencidos de que não havia mais ninguém no quarto de hotel além dos três mortos. Não havia sinais de luta no recinto.

O hotel fica em um lugar de grande beleza natural, perto do rio Ilz, popular entre pessoas que gostam de fazer trilhas.

Os três fizeram o check-in no hotel na noite de sexta-feira, pedindo hospedagem por três noites, sem café da manhã.

Os corpos foram encontrados por um funcionário de limpeza.

Dois testamentos foram encontrados na sala. Segundo um porta-voz da acusação, são de Torsten W., 53, e Kerstin E., 33, que estavam na cama.

A terceira vítima foi identificada como Farina C., de 30 anos.

Os nomes dos três aparecem em um site da International Jousting League, (Liga Internacional de Justa, em tradução livre, ‘justa’ é o duelo entre cavaleiros medievais com lanças), organização estabelecida na Bélgica que organiza torneios de inspiração medieval e classifica seus membros de acordo com suas habilidades no uso de armas medievais e habilidades equestres.

Mas um porta-voz da liga disse à BBC que os três devem ter se registrado como membros em algum momento, mas que não os conhecia.

O porta-voz disse ainda que não havia torneios marcados na Alemanha recentemente.

O que se sabe sobre as duas mortes no norte da Alemanha?

Aos poucos, foram surgindo detalhes ligando essas mortes aos corpos de duas mulheres na faixa dos 30 anos encontrados na segunda-feira em um apartamento em Wittingen, cidade a 650 km do hotel.

A mídia alemã diz que uma delas era namorada de Farina C., que morava no apartamento.

Não está claro como eles morreram – sabe-se, entretanto, que não foram mortas a flechadas.

As cinco vítimas residiam na Alemanha.

Os promotores disseram que os corpos de Wittingen foram encontrados “porque um dos vizinhos ouviu falar sobre Passau e disse à polícia que a caixa de correio do apartamento estava transbordando e que tinha sentido um cheiro estranho”.

O que mais se sabe sobre as vítimas?

A relação entre as três vítimas encontradas no hotel ainda não está clara.

Torsten W. havia sido flechado duas vezes na cabeça e três vezes no peito, enquanto Kerstin E., deitada ao lado dele na cama, tinha uma flecha na cabeça e outra no peito.

Farina C. estava deitada na frente da cama de casal e tinha uma flecha entre a garganta e o queixo.

Bestas podem atirar flechas ou setas curtas. Caçar com arcos ou bestas é proibido na Alemanha, mas qualquer pessoa com mais de 18 anos pode comprar uma dessas armas.

Outro hóspede do hotel disse ao jornal local Passauer Neue Presse que aquela foi “uma noite totalmente tranquila”.

A polícia apreendeu um caminhão branco estacionado do lado de fora. Tinha um adesivo com as letras FMJ, que se acredita ser uma referência às setas de besta da marca Full Metal Jacket, produzidas por uma firma americana Easton Hunting.

Torsten W. tinha uma longa barba branca e as mulheres usavam preto, disse outro hóspede do hotel, que os descreveu como “estranhos”.

Quando chegaram, na noite de sexta-feira, eles apenas desejaram boa noite aos outros convidados e subiram para o quarto no segundo andar com garrafas de água e Coca-Cola, disse o convidado, citado pelo jornal Merkur.

Em Wittingen, um vizinho citado pelo veículo descreveu Farina C. como “um tanto estranha, sempre vestida de preto, um pouco gótica”.

A União Alemã de Tiro tem 3 mil associados que usam bestas, de acordo com o jornal Spiegel. No total, a organização tem cerca de 1,35 milhão de membros.

15/05/2019

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar