Esporte

Morre Coutinho, ídolo do Santos e campeão do mundo pelo Brasil em 1962

Morreu na noite desta segunda-feira, 11, aos 75 anos, o ex-atacante Coutinho, campeão mundial pela seleção brasileira em 1962 e bicampeão da Libertadores e do Mundial de Clubes pelo Santos.

A informação foi confirmada pelo Santos, no Twitter. A causa da morte ainda não foi divulgada, informa o MSN.

Antônio Wilson Vieira Honório nasceu em 11 de junho de 1943 na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo. Iniciou a carreira no XV de Piracicaba e foi para o Santos ainda jovem, com 14 anos, em 1958. Estreou pela seleção brasileira em 1960, antes de completar 16 anos.

Coutinho seria o titular na seleção brasileira que foi campeã da Copa do Mundo de 1962, mas uma contusão o fez perder o lugar para Vavá. Foi um dos principais jogadores do Santos nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes de 1962 e 1963. Também foi campeão paulista em 1960, 1961, 1962, 1964, 1965 e 1967 e venceu por cinco vezes a Taça Brasil, de 1961 a 1965, depois reconhecida como Campeonato Brasileiro.

No Santos, Coutinho formou o lendário ataque com Dorval, Mengálvio, Pelé e Pepe.

Tinha o apelido de “gênio da pequena área”. Pelé, seu principal parceiro na carreira, dizia que Coutinho, dentro da área, era melhor do que ele. É um dos maiores artilheiros da história do clube do litoral paulista, com 368 gols em 457 jogos.

Por ter tendência a engordar, encerrou a carreira cedo, aos 30 anos, em 1973.

12/03/2019

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar