ECONOMIA – Campanha incentiva população a consumir dos pequenos negócios

A crise causada pela pandemia do novo coronavírus tem afetado diretamente a economia e os mais vulneráveis nesse momento são os pequenos negócios. É notável que o desempenho de muitas empresas diminuíram após o isolamento social, mas o que poucos sabem é que os pequenos negócios representam 52% da força de contratação de trabalhadores formais no brasil.

Estima-se que a crise vai afetar 5 milhões de trabalhos de carteira assinada em todo país. No Brasil essas microempresas representam em média 95% do total de empresas brasileiras e respondem por 27% do Produto Interno Bruto (PIB). O número de pequenos negócios no país é de aproximadamente 10 milhões.
“Precisamos garantir o funcionamento desses pequenos negócios que gera tantos empregos e são essenciais na vida de muitos trabalhadores em nosso país”, comenta Israel Lessa, advogado e ex superintendente do trabalho em Alagoas.

O Sebrae criou uma campanha pensando nessa categoria de empresas. O #CompreDoBairro é a tentativa de conscientizar a população sobre a importância de consumir produtos ou serviços dessas pequenas empresas. A ideia da campanha é mostrar à população que um consumo, por menor que seja, numa empresa de pequeno porte fará a diferença diante do que o mercado enfrenta devido ao covid19. Porém, a ajuda do governo em prol desses pequenos empresários ainda se faz necessário para que o impacto da crise seja amenizado.

Após atuar durante anos a frente do Ministério do Trabalho, Israel aponta que segundo relatos de empresários a categoria espera do Governo Federal e Estadual: redução de impostos e taxas, aumento de prazos de pagamento das obrigações das empresas e a adoção de linhas de crédito diferenciada. “Essas pequenas empresas são muito importantes pela quantidade de empregos que elas geram. Aconselho a população que se precisar de algum produto que compre no seu bairro. Na padaria mais próximo a você, no mercadinho ou farmácia que fica na região onde você mora. Precisamos fortalecê-las pois estaremos protegendo milhares de trabalhadores”, conclui Lessa.

Fechar